Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Bucha a Estica

De Bucha a Estica

DESABAFO#22

Hoje vou tocar na minha ferida.

Provavelmente também haverá alguém desse lado com o mesmo “problema”.

Coloquei umas aspas porque não é daqueles problemas que nos acontecem mas aqueles que escolhemos e não saímos deles... por opção.

Desde o início que falo da minha desmotivação e do meu aumento abrupto de mais de 20 kg em pouco mais de 1 ano.

A verdade é que esse aumento anda de mão dada com um desequilíbrio emocional muito grande.

Quando deixamos de gostar de nós como devemos, quando deixamos que alguém nos desrespeite e nos faça sofrer tanto que passamos a desprezarmo-nos a nós próprios, entramos numa espiral de autodestruição.

De nada vale acordar cheia de vontade de sonhar, se tenho sempre alguém com os canos da caçadeira apontados a abatê-los.

De nada vale fazer uma reeducação alimentar, se tenho sempre alguém que me leva a um estado de nervos e tristeza profunda, que me faz querer comer tudo o que me faz mal para me vingar de mim própria.

De nada vale fazer planos, elaborar estratégicas se não tenho quem me acompanhe nessas viagens e ao invés disso faz-me desistir delas.

De nada vale ter alguém que diz que está ao meu lado para tudo, mas que depois me faz tanto mal à saúde.

De nada vale ter alguém que jura a pés juntos que quer o melhor para mim, se depois ao invés de me motivar, consegue desmotivar-me mais do que eu já estou.

De nada vale ter alguém que promete mudar, organizar-se, tornar-se num melhor ser humano, se não quer.

Quem quer faz... quem não quer arranja desculpas.

O meu problema não são os mais de 20kg que carrego todos os dias e as dores que o meu corpo sofre por transportar esse peso todo, mas sim as pessoas tóxicas que me rodeio.

A culpa é minha.

Sei disto há muito tempo.

Acreditei, achei que fosse possível.

Deixei-me arrastar...

Tornei-me no reflexo dessas pessoas tóxicas...

Triste...

Vazia...

Sem objectivos...

Sem amor próprio...

Vale de quê?

Nada.

Deixei de viver e passei simplesmente a acordar com a esperança de chegar a hora de adormecer.

E se eu era alegre...

E se eu era tão parva de bem disposta...

E se eu via sempre o céu azul diante dos dias cinzentos...

E se eu fui feliz...

E se eu já me rodeei das pessoas certas...

E se eu já me encantei todos os dias...

Foi no meu passado...

Sei o que é isso tudo, porque já vivi.

Já fui tão feliz.

Já me ri tanto.

Podia escrever sem fim...

Ainda bem que o fiz, hoje vivo e alimento-me dessas recordações...

Mas ainda assim, acredito que há pessoas especiais.

Acredito em histórias mágicas.

Em pessoas que respeitam.

Em pessoas que estimam.

Em pessoas que cuidam.

Em pessoas que protegem.

E acima de tudo... em pessoas que amam de verdade.

Por isso, acredito que um dia tudo mudará e irei escrever sobre coisas boas.

Sobre pessoas leves, coloridas e felizes.

Pessoas que me fazem rir sem ser preciso contar piadas.

Pessoas que me fazem brilhar os olhos.

Pessoas que me vão fazer querer apaixonar-me todos os dias por elas.

Eu sei que um dia as coisas boas vão acontecer.

E nessa altura tudo vai mudar.

E o passado vai se juntar com o futuro e o presente passa a ser “só” um má opção de vida.

Eu sei que nessa altura, vou ser saudável.

Vou fazer desporto com alguém que me acompanhe e me queira bem.

Vou rir tanto que me vão doer os maxilares.

Agora está nas minhas mãos sair desta situação.

O mais difícil já aconteceu...

O meu coração deixou de bater da mesma maneira...

Critiquem-me se quiserem, dá vontade de o fazer...

Quem deixa arrastar histórias destas, merece pouco da vida...

Hoje peço perdão a mim mesma...

E prometo que vou procurar a minha felicidade...

Um dia vai ser tarde demais... e talvez já o seja...

E não para mim, mas para quem me minou e intoxicou.

Se puder deixo um apelo:

Desistam logo de pessoas tóxicas, elas nunca mudam.

Elas só se usam de desculpas para viver.

Elas vão intoxicar e minar as vossas vidas até vos destruírem.

Não acreditem nas conversas, são apenas palavras.

E garanto-vos que NUNCA vos vão fazer felizes, porque nem sabem o que isso é.

Afastam-se logo!

Não permitam que vos destruam.

Hoje tenho uma guerra enorme pela frente.

Luto contra uma obesidade e destruição emocional, provocada por uma pessoa que jurava amar-me e foi-me destruindo todos os dias.

Sim, eu deixei.

Sim, arrependo-me muito.

Por isso, alerto-vos para terem cuidado e não acreditarem.

EU SEI QUE UM DIA AS COISAS BOAS VÃO ACONTECER.

 

 

 

Movimento:

#UmDiaDeCadaVezETodosOsDiasUmBocadinhoMais

 

 

Motivação (0-5): vazia

Música:

 

 

Pensamento:

 

DESABO21.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post